Cédula de Produtor Rural – CPR

Bom, a CPR (Cédula de Produtor Rural) é um título emitido por pessoa física.

Neste caso os produtores rurais representam a promessa de entrega de seus produtos agrícolas.

Contudo, ela se tornou um título de renda fixa o qual se associa ao agronegócio brasileiro.

No entanto, um dos maiores setores em crescimento do país!

A partir disso, é um título muito interessante em se investir, uma vez que está atrelado ao maior setor econômico do Brasil.

Por isso, a taxa de inadimplência é menor, já que o mercado do agronegócio está em expansão e oferece maior garantia de pagamento.

O que é CPR?

A CPR é título de renda fixa e se refere à sigla de Cédula de Produtor Rural.

Todavia, ela foi instituída pela Lei nº 8.929/1994, e se refere à emissão do título por produtores rurais, suas associações e até mesmo cooperativas.

Com isso, a CPR garante a promessa de entrega de um determinado produto agropecuário.

Ou seja, ela representa uma promessa de entrega futura de um produto agropecuário, operando como um facilitador na produção e comercialização rural. 

Neste caso, a instituição financeira adquire a CPR e antecipa os recursos ao produtor ou cooperativa.

Entretanto, ela se compromete a resgatar financeiramente a cédula no seu vencimento.

Como funciona a CPR?

Normalmente, a CPR funciona a partir de um modelo bem simples, em que o produtor rural recebe o dinheiro e em troca promete a entrega do seu produto ao investidor.

Assim sendo, o agricultor também conhecido como o emissor, presta algum tipo de garantia como forma de prestar segurança ao empréstimo.

Vale adicionar que no momento de oferecer garantias o produtor também consegue taxas menores e maior agilidade no processo.

Ademais, quando se trata de agro o empréstimo se torna mais seguro e a inadimplência menor.

Pelo fato de ser um setor em expansão e com garantias certeiras.

Dessa maneira, há proteções explícitas ao investidor, o qual emprestou o seu dinheiro para o produtor rural.

Em muitos casos o crédito é direcionado para a sua produção rural, como exemplo a sua safra que ainda está em fase de fertilização ou semeadura.

Vale ressaltar que como aprimorar a garantia, a Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos (CETIP), pode rastrear e relatar quanto da safra o agricultor prometeu.

Diante disso, garante que o agricultor não venda a sua safra duas ou três vezes.

Contudo, a CPR fornece liquidez para ambas as partes, produtor rural e investidor.

No entanto, o produtor consegue o empréstimo com taxas menores, de modo a cultivar sua produção.

Em contrapartida, o investidor adquire um instrumento rentável e com maior garantia!

Ainda assim, o agro é um setor que impulsiona o futuro do país.

E para contribuir com o crescimento desse setor, a Ulend oferece linhas de crédito rural!

Com intuito de prestar soluções facilitadoras para o processo de financiamento das suas respectivas cadeias produtivas.