Agro sustentável

O futuro do agro sustentável já é uma realidade para o Brasil.

Além do mais, a sustentabilidade no agro virou algo essencial para acompanhar as necessidades do mercado.

Ademais, isto também contribui para a construção de um futuro melhor.

Neste caso, beneficia tanto o produtor rural como a própria preservação do meio ambiente.

Pois, se o business do produtor rural é a sua produção, o seu maior bem é a proteção do meio ambiente para que contribua com o seu negócio.

No entanto, o seu cuidado se torna único: preservar sua produção e o meio ambiente.

Importância do agro no Brasil

Todavia, que o agro é um dos principais setores da economia brasileiro todos já sabem…

Mas você sabia o verdadeiro significado do agronegócio?

Ao contrário de como a maioria pensa, falar em agro não é apenas a produção rural por si só.

Mas sim a soma das cadeias produtivas situadas antes, dentro e depois da porteira da fazenda.

Segundo a metodologia do Cepea-USP, o agronegócio é composto por 4 fragmentos produtivos.

Como exemplo: insumos (rações, fertilizantes, máquinas, defensivos, medicamentos), primário (pecuária e lavoura), indústria (frigoríficos, laticínios, usinas de açúcar, celulose, torrefação de café e etc) e agros serviços (assistência técnica, transporte de cargas, varejos, restaurantes, finanças, propaganda, exportação, etc).

Concluindo, só a produção rural em si não representa o agro como todo!

No entanto, o Brasil ocupa o 3° lugar entre os principais exportadores agrícolas mundiais.

Com isso, a sua posição de global player segue crescendo fortemente, mesmo com as advertências da pandemia.

Vale adicionar que o país preserva mais de  ⅔ (65%) das suas terras, e o agro utiliza apenas de 1/10 para sua produção.

A partir disso, produzindo alimento para mais de 1 bilhão de pessoas!

Ainda assim, o agro desempenha tanto no quesito de exportações como no crescimento do PIB setorial.

Neste caso, junto com a economia, o agro também está se desenvolvendo.

Assim, está cada vez mais moderno, tecnológico e sustentável.

Dessa maneira, promovendo uma evolução no sistema produtivo.

Como exemplo, a produção da agricultura com maior sequestro de carbono.

Igual o caso da agricultura regenerativa, ou seja, produzir enquanto recupera a degradação do solo.

Apesar das críticas e fake news, o agro segue crescendo sustentavelmente e mostrando o seu potencial para o Brasil e mundo afora.

O que é agro sustentável?

No entanto, este conceito busca alcançar um sistema produtivo com baixo impacto ambiental.

Com isso, se tornando justo com as pessoas que fazem parte do processo e conversando os recursos naturais.

De uma maneira que não prejudique as gerações futuras.

A partir disso, resultando em estratégias para produzir mais e melhor.

Desse modo, um exemplo de estratégia sustentável praticada pelo agro, é a ILPF: integração lavoura pecuária e floresta.

Neste método o produtor rural consegue realizar várias práticas em uma única área de maneira limpa.

Ou seja, cultivo de soja, milho, plantação de eucalipto, criação de gado…

Neste caso, pode ser feita em cultivo consorciado, em sucessão ou em rotação.

De uma maneira que haja benefício mútuo para todas as atividades. 

Esta forma de sistema integrado busca otimizar o uso da terra, elevando os níveis de produtividade da mesma área.

Isto tudo de uma maneira ambientalmente correta, com baixa emissão de gases causadores de efeito estufa, ou até mesmo com a mitigação desses gases.

Inclusive, o próprio eucalipto da área sequestra o co2 emitido da criação do gado. 

Porém, o que falta no país é a divulgação desse sistema, para que as pessoas enxerguem com outros olhos o agro no brasil.

Linhas de crédito para o agro

Atualmente existem inúmeras linhas de crédito para o agro, como uma maneira de impulsionar o mercado.

Porém, os produtores rurais precisam de um relacionamento prévio para conseguir uma boa taxa em instituições bancárias…

Ou em certas casas não conseguem nem o crédito aprovado a tempo para a sua produção

No entanto, a Ulend veio para romper com essa barreira e oferecer linhas de crédito para o mercado.

Sem a necessidade de um relacionamento prévio e taxas a partir de 0,99% a.m.

Então, basta o produtor rural cadastrar sua propriedade na plataforma e solicitar o crédito!