Score de crédito das empresas: você conhece o tema?

Score de crédito das empresas: você conhece o tema?

Score de Crédito

Atualmente, muitas pessoas ainda tem dúvidas sobre o que é o Score de Crédito de uma empresa. Por isso, descreveremos aqui todo o processo para que você entenda melhor sobre o assunto. Vamos lá?

Você sabe o que é o Score de Crédito?

O score é uma pontuação que varia entre 0 e 1.000 e nos mostra qual é a probabilidade da pessoa (física ou jurídica) pagar suas contas em dia pelos próximos 12 meses. 

Como o Score de Crédito é calculado?

Primeiramente, a pontuação é calculada de maneira estatística, levando em conta dados relacionados ao histórico de pagamentos e comportamento do consumidor. É analisada a frequência com que o consumidor paga suas contas dentro da data de vencimento, quantidade de serviços financeiros contratados, participação dos sócios em outras empresas, entre outros fatores. 

Outro ponto importante a destacar, é que cada órgão utiliza estatísticas e bancos de dados diferentes. É muito comum que o score do Serasa e do Boa Vista, por exemplo, sejam diferentes entre si. Aqui na Ulend, utilizamos sempre as análises simultâneas destes dois bureaus de crédito.

Reunimos alguns dos critérios levados em consideração pelo Serasa:

  1. Idade: pessoas e empresas mais jovens normalmente têm scores menores. Primeiro porque estão no início de suas atividades economicamente ativas e não há dados suficientes para uma análise completa, e segundo porque o passar dos anos traz mais estabilidade financeira;
  2. Serviços financeiros utilizados: empréstimos, cartões de crédito, seguros etc. Quanto mais serviços como esses são utilizados, mais dados para avaliação a pessoa ou empresa terá;
  3. Dívidas ativas: dívidas totalmente pagas e nome limpo na praça, é claro, influenciam no score. Quanto menos dívidas ativas, melhor;
  4. Cadastro Positivo: tudo o que é feito corretamente com o crédito fica registrado, por exemplo, contas pagas adiantadas e fatura do cartão de crédito paga sempre em sua totalidade e no prazo de vencimento;
  5. Cartões de crédito: se a pessoa ou empresa tem vários cartões, é um sinal de confiança por parte das operadoras, o que também é um bom indicativo para o Serasa.

E aqui alguns dos pontos analisados pelo Boa Vista:

  1. Liquidar contas no prazo: assim como o Serasa, o histórico de pagamentos influencia na pontuação;
  2. Ter contas no próprio nome: isso ajuda no rastreio dos pagamentos. Quanto mais contas no próprio nome pagas em dia, melhor;
  3. Manter os dados cadastrais atualizados;
  4. Quantidade de pedidos de crédito em um determinado período: o excesso de solicitações de crédito acarretam em várias consultas no CPF/CNPJ em questão e isso pode indicar dificuldade financeiras.

Como interpretar a pontuação?

O score é dividido em 3 margens, de uma maneira geral:

  • Entre 0 e 300 pontos: alto risco de inadimplência;
  • 301 e 700 pontos: médio risco de inadimplência;
  • 701 e 1.000 pontos: baixo risco de inadimplência.

Vale ressaltar que os bureaus de crédito do Serasa e do Boa Vista compõe um dos fatores que a Ulend usa para fazer o próprio modelo de crédito. Conforme dito, as outras variáveis são: histórico de faturamento, setor e posição macroeconômica, tempo de atuação no mercado, bens dos sócios, endividamento, protestos e processos, entre outros.

Por fim, você pode checar com mais detalhes sobre como a análise de crédito da Ulend é feita. Basta entrar na página “Para Investidores” e clicando em “entenda como calculamos o risco do empréstimo”.

Caso tenha mais alguma dúvida sobre Score de Crédito de uma empresa, é só comentar aqui embaixo.

Laís Pizzingrilli e Mariana Carandina

Deixe uma resposta

Facebook
LinkedIn
Instagram