Risco X Retorno. O que você precisa saber antes de investir

Risco X Retorno. O que você precisa saber antes de investir

Risco X Retorno

Risco e retorno são duas expressões que fazem parte do dia a dia de qualquer investidor. O retorno sobre o investimento é o lucro expresso como uma porcentagem do investimento inicial. Já o lucro, inclui renda e ganhos de capital. Risco, por sua vez, é a possibilidade de o seu investimento perder dinheiro.

Com exceção de títulos do tesouro e poupança — que são considerados ativos livres de risco —, todos os investimentos possuem algum grau de risco. Investir com sucesso é encontrar o equilíbrio certo entre risco e retorno, e é isso que iremos discutir.

O que é o retorno do investimento?

O retorno sobre o investimento pode ser definido como o lucro de um ativo. Analistas e investidores profissionais usam retornos históricos, junto aos dados econômicos e da indústria, para estimar taxas futuras de retorno. Os resultados reais e os retornos estimados podem ser usados para avaliar vários ativos. Ações e títulos, bem como títulos diferentes dentro de cada categoria de ativos são exemplos disso. Esse processo de avaliação te ajuda a estruturar seu portfólio para maximizar os retornos durante seu horizonte de tempo de investimento.

O que é o risco de investimento?

Risco é a probabilidade de que os retornos reais sejam inferiores aos retornos históricos e esperados. Os fatores de risco incluem volatilidade do mercado, inflação e deterioração da base de atividades de uma empresa ou setor. As desacelerações do mercado financeiro afetam os preços dos ativos, mesmo que os fundamentos das empresas permaneçam sólidos. A inflação leva a uma perda de poder de compra para seus investimentos e maiores despesas e menores lucros para as empresas.

As atividades de qualquer empresa podem sofrer pressões competitivas crescentes, despesas com juros mais altas, problemas de qualidade e incapacidade de gestão para executar planos estratégicos e operacionais. Fundamentos fracos podem levar a declínio de lucros, perdas e, eventualmente, falhas no cumprimento das obrigações de dívida.

Risco X Retorno

Você não pode eliminar o risco, mas pode administrá-lo mantendo um portfólio diversificado de ações, títulos e outros ativos. A composição do seu portfólio deve ser consistente com seus objetivos financeiros e com a sua tolerância ao risco. Os retornos dos investimentos tendem a ser maiores para os ativos mais arriscados. Contas de poupança, certificados de depósito e títulos do Tesouro, por exemplo, possuem taxas de retorno mais baixas porque são investimentos seguros. Já os mais altos, são reservados para investimentos de longo prazo, como as ações e outros ativos mais arriscados.

Considerações para decisões de investimento

A realidade é suficiente para exigir ajustes em seu plano financeiro, incluindo o mix de ativos em seu portfólio. Por exemplo: as ações podem ter um papel de destaque em seu portfólio de investimentos quando você é solteiro porque você pode assumir mais riscos, além de desejar aumentar seus investimentos o mais rápido possível. Seu portfólio pode mudar para um mix mais equilibrado de investimentos quando você começa uma família ou ficar focado em títulos e ações que pagam dividendos à medida que você se aproxima da aposentadoria.

Esses movimentos são normais, mas precisam estar fundamentados em uma observação minuciosa do mercado e no seu perfil de investidor. Além disso, é importante estar atento a novas oportunidades que surgem todos os dias.

Nesse contexto, podemos dizer que as investimentos em plataformas P2P Lending são excelentes para quem deseja obter rendimentos consideráveis com baixo risco.

Para saber mais sobre esta oportunidade, entre em contato ou faça o seu cadastro agora mesmo!

Laís Pizzingrilli

Deixe uma resposta

Facebook
LinkedIn
Instagram