Rating nos investimentos: qual é a sua importância?

Rating nos investimentos: qual é a sua importância?

Rating nos investimentos

O universo dos investimentos pode ser bastante arriscado, principalmente nos dias de hoje. Compramos muito o tempo todo, com um capital que muitas vezes não é proporcional, o que aumenta a probabilidade de inadimplências para as empresas.

Além disso, a maioria dos investidores não tem tempo e ferramentas suficientes para analisar os riscos dos seus investimentos, ou seja, se esse investimento será ou não rentável e seguro. Nessa situação, o termo rating é bastante comum.

O que é rating, afinal?

Rating, que também pode ser chamado, em português, de classificação de risco é um método que tem como objetivo avaliar o valor de crédito de empresas, bancos e países. Ele mede o seu poder de quitar suas dívidas e a possibilidade de risco. Dessa forma, esse método consegue indicar a capacidade de pagamento das dívidas das empresas e instituições avaliadas.

Essa análise técnica é o rating da empresa e emite sinais se a mesma é ou não boa pagadora, se conseguirá cumprir com suas dívidas financeiras fixas e variáveis. Isso ajuda na hora dos investidores decidirem em quais empresas devem aplicar seu dinheiro, e, também, para que instituições financeiras avaliem a capacidade pagadora de uma empresa requerente de crédito, por exemplo.

Para fazer a classificação dos créditos, as agências fazem uma análise quantitativa, que avalia balanços, o fluxo de caixa e as projeções estatísticas da empresa, e também uma análise qualitativa, avaliando questões jurídicas, ambiente externo e percepções do emissor da dívida.

Em decorrência dessa avaliação, se a empresa tiver maior risco de inadimplência, quando for ao mercado e emitir títulos para captar recursos, terá que pagar juros maiores do que uma empresa que tenha classificação melhor. A mesma regra vale para as empresas que possuem menos inadimplência, ou seja, menos risco de não arcar com seus compromissos.

No caso dos investimentos, este dado é ainda mais importante para que não seja feito um mal negócio. Confira a seguir como os investimentos podem ser aprimorados com o rating.

Rating nos investimentos

Os fundos de renda fixa comumente investem em ativos de dívidas. Para esses casos, o rating é classificado de acordo com a avaliação de alguns fatores. Esses fatores podem ser: qualidade do crédito que os fundos investem, diversificação dos ativos em carteira, pontos fortes da administração e habilidades operacionais.

Para quem quer investir de forma mais assertiva e evitar problemas, é necessário compreender e avaliar os ratings. Para facilitar esse processo, que geralmente é desconhecido por grande parte dos investidores, existem plataformas de investimento que oferecem esse tipo de informação. Assim, quem sabe de fato o que é rating e como analisar sua classificação, toma decisões de investimentos mais precisas.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre os ratings, que tal começar a investir? Caso tenha dúvida, é só comentar aqui embaixo.

Laís Pizzingrilli

Deixe uma resposta

Facebook
LinkedIn
Instagram