P2P lending no mundo: quão grande ele é?

P2P lending no mundo: quão grande ele é?

O P2P no mundo

As inovações tecnológicas surgem no mundo a cada instante e cada vez mais. A busca é incessante por conexão entre pessoas, grupos ou qualquer outra categoria. Entre as formas de conectividade mais abrangentes e poderosas está o P2P lending. O P2P é uma sigla utilizada para o termo, Peer-to-Peer, na tradução para o português, Ponta a Ponta ou Par a Par. Mas quão grande é o P2P lending no mundo?

Primeiramente, o que é o P2P?

Como o nome já diz, o P2P lending é uma tecnologia que conecta pontos espalhados, de forma direta. Esta rede facilita o compartilhamento e a troca de experiências, ideias e serviços. No modelo P2P não existe a necessidade de uma peça centralizadora que, em muitos casos, pode acabar atrapalhando a fluidez dos processos. Essa peça pode causar perda de tempo e efetividade, aumentando custos, entre outras desvantagens.

O segredo e a base do P2P é o conceito de conectar interesses. Esses interesses podem ser de vários tipos, abrindo mão de uma centralização e fortalecendo a relação direta entre cliente e serviço. Um dos exemplos é o P2P lending, que significa Empréstimos de Ponta a Ponta.

Assim, cria-se a capacidade de unir empresas que precisam de dinheiro diretamente com os investidores que podem se interessar em emprestar, fazendo valer os juros posteriormente.

P2P cresce a cada dia e ajuda na rentabilidade

Para quem imagina que este tipo de segmento ainda é pequeno ou pouco utilizado, a verdade é bem diferente. O P2P é uma ferramenta já amplamente distribuída, com forte presença no mundo. Mas qual é o tamanho do P2P lending no mundo?

No Brasil pode até ser novidade, mas a modalidade na Europa e EUA já movimenta e fatura bilhões com os diversos serviços feitos neste formato. Você pode encontrar os exemplos aqui e ver seu valor aqui.

As atividades na América Latina também apresentam volumes crescentes a cada mês, seja no mercado comercial, seja em aplicativos que utilizam serviços diretos entre usuário e fornecedor de serviço, entre outras diversas modalidades que usam o conceito Peer-to-Peer.

Para aumentar a atratividade de se utilizar, por exemplo, o P2P Lending, a rentabilidade para os usuários costuma ser maior do que na escolha de outros formatos de ação para tomada de empréstimos. Primeiramente, pelo fator óbvio de se fazer uma conexão direta com um investidor interessado.

No jeito tradicional, o empréstimo teria o banco como intermediário, com taxas altas e menor margem de negociação. A partir do momento que a rede liga diretamente o interessado com o responsável por liberar a quantia, a situação se torna mais personalizada e com maiores margens de conversa.

A devolução posterior terá que ser feita da mesma forma, mas certamente, com menores juros e burocracia, o que fatalmente aumenta a rentabilidade e a capacidade de investimento com o dinheiro tomado por empréstimo.

Logo, ficam bastante evidente os motivos de o P2P Lending, e todos os outros tipos, estarem crescendo e se tornando uma opção viável e bastante vantajosa para vários segmentos da sociedade.

Ficou interessado em saber mais sobre o mundo do P2P Lending?

Então, cadastre-se no nosso site! É fácil e você terá acesso às melhores informações, já que somos uma empresa especializada neste segmento.

Se tiver alguma dúvida, é só comentar aqui embaixo.

Laís Pizzingrilli

Deixe uma resposta

Facebook
LinkedIn
Instagram