O P2P Lending é regularizado? E a Ulend?

O P2P Lending é regularizado? E a Ulend?

P2P é regularizado?

Você já deve ter ouvido falar em investimentos Peer to Peer (P2P) lending, mas talvez tenha algumas dúvidas sobre essa modalidade de investimento. Porém, saiba que se você já tem outros investimentos em Renda Fixa ou até mesmo se você gostaria de começar a investir, o P2P pode ser uma ótima opção para você! Neste texto, vamos lhe mostrar por que é seguro investir em P2P com a Ulend e como o P2P Lending é regularizado.

Com a contínua queda dos juros, os investimentos de Renda Fixa tradicional já não estão mais rendendo como antes. Assim, se você não tem estômago para investir na bolsa de valores ou até se gostaria de variar a sua cartela de investimentos, o P2P pode ser uma opção muito interessante.

Com rendimentos maiores do que outros investimentos em Renda Fixa, o P2P lending é uma modalidade de investimento na qual as pessoas físicas podem emprestar dinheiro para pequenos e médios empresários.

Neste processo, o crédito é oferecido a custos menores do que os que os bancos tradicionais oferecem e a rentabilidade é maior para o investidor. Uma verdadeira “win-win situation” (todos ganham).

Mas será que esse investimento é confiável? Para ajudá-lo a se sentir mais seguro, nos próximos tópicos, vamos lhe mostrar como funciona a regularização das instituições que operam com o P2P lending e por que a Ulend é uma instituição confiável.

O P2P lending é regularizado?

Embora em países como Inglaterra, Estados Unidos e Japão, o P2P lending já exista desde 2006, no Brasil esse tipo de investimento é relativamente recente.

Este modelo de investimento chegou no Brasil com 10 anos de atraso, em 2016. Porém até 2018 diversas plataformas P2P lending não eram totalmente regulamentadas pelo Banco Central.

Esta regulação é a CMN 3.954, de 2011, que determina uma série de condições de atuação para instituições financeiras e demais instituições autorizadas. Até então, o Banco Central entendia que somente bancos poderiam realizar intermediações financeiras.

Dessa forma, a regulação proporcionou mais segurança para os investidores, que podem se certificar que suas operações serão realizadas por instituições regulamentadas e autorizadas.

É seguro investir com a Ulend?

Sim, absolutamente.

Além de ser devidamente regularizada pelo Banco Central por meio da resolução CMN 3.954, a Ulend tem o diferencial de oferecer investimentos com e sem garantia.

O P2P lending é comumente considerado um investimento para investidores arrojados, pois não são cobertos pelo FGC (Fundo garantidor de crédito). Assim, o risco costuma ser maior do que em outros investimentos de Renda Fixa.

Porém, a Ulend disponibiliza em sua plataforma algumas operações que têm garantias reais de pagamento, como imóveis ou recebíveis financeiros da empresa em questão. Dessa forma, a Ulend consegue reduzir os riscos para o investidor, providenciando garantias de pagamento do empréstimo.

Além disso, para minimizar os riscos para o investidor, a Ulend realiza uma pré-análise em todas as empresas de sua plataforma para garantir que elas tenham capacidade de cumprir com seus pagamentos.

De qualquer forma, o mais indicado para o investidor P2P é diversificar sua cartela de investimentos para minimizar ainda mais os riscos (A diversificação da carteira veio para te salvar!).

O Peer to Peer lending é uma ótima opção para quem quer variar seus investimentos em Renda Fixa. Isso porque, além de apoiar o empreendedorismo brasileiro, você terá rendimentos maiores do que a Renda Fixa tradicional.

Por que não começar a investir em P2P? Se tiver alguma dúvida, é só comentar aqui embaixo.

Laís Pizzingrilli

6 Comentários

PRISCILA Publicado em9:47 am - dez 3, 2019

Olá, eu tenho a seguinte dúvida : caso a plataforma Ulend encerre suas atividades por qualquer motivo, como os investidores receberão as parcelas futuras?

    Laís Pizzingrilli Publicado em10:55 am - dez 3, 2019

    Olá, Priscila! Tudo bem?
    Independente se a Ulend encerrar suas atividades, o seu título de dívida continuará vinculado com a empresa em que você investiu, sempre. No momento em que você investir, você receberá um título de dívida entre você e a empresa, e isso não se altera.

Jonas Publicado em9:38 am - fev 3, 2020

Bom Dia!
O valor da parcela que o Investidor recebe, vai para uma conta particular ou fica em uma conta na Ulend?
Como é feita a declaração do IR para os investidores?

    Laís Pizzingrilli Publicado em9:54 am - fev 3, 2020

    Oi, Jonas! Tudo bem?
    O recebimento das parcelas vai para uma conta com o nome do investidor, ou seja, está sobre sua custódia, aguardando ser reinvestido ou sacado.
    O investidor Ulend possui uma cédula de crédito bancária que, em linhas gerais, descreve uma operação similar a um investimento de renda fixa. Sendo assim, é passível de recolhimento do IR direto na fonte, possuindo este uma alíquota regressiva. Em breve, disponibilizaremos um informe de rendimento e uma passo a passo do preenchimento do IR.

      Jonas Publicado em10:07 am - fev 3, 2020

      Legal!
      O rendimento que vou receber é sobre a parcela ou sobre o montante que está na conta? Caso eu sacar a parcela, perco rendimento?
      Se eu desejar reinvestir, posso reinvestir apenas a parcela que recebi no mês ou preciso juntar o valor mínimo de R$2k?

        Laís Pizzingrilli Publicado em10:34 am - fev 4, 2020

        Jonas, o rendimento é sobre o valor que ainda está em capitalização, ou seja, o valor ainda não resgatado. Mensalmente você receberá parte do seu valor investido acrescido dos juros rendido no período. Portando, sacar os valores não diminuirá o rendimento.
        Porém, sempre que reinvestir, será necessário obter o valor do nosso ticket mínimo, que é de R$2.000,00. Se houver recebido algum rendimento, poderá reinvestir este valor apenas acrescendo a diferença. Exemplo: Se houver recebido R$ 500,00, poderá ser emitido um boleto com R$ 1.500,00 para obter o valor mínimo necessário, e reinvestir os R$ 500,00

Deixe uma resposta

Facebook
LinkedIn
Instagram