A nova economia: O que é P2P lending?

P2P ou P2P lending. O modelo de empréstimos entre pessoas permite com que empresas recebam créditos financiados de pessoas físicas por meio de uma plataforma digital e sem a intermediação de um banco.

Essa economia compartilhada vem ganhando força no mundo, já que possibilita taxas de juros menores para empresas e mais rendimento para investidores. Isto é, os investidores recebem mais e as empresas pagam menos.

Na forma tradicional, os investidores aplicam o seu dinheiro em um banco que repassa o valor ao tomador de crédito. Por fazer essa intermediação, as instituições financeiras acabam cobrando uma alta taxa por esse trâmite, o chamado spread bancário.

No fim, várias situações são geradas:

  1. Os tomadores de crédito pagam juros mais altos;
  2. Os investidores recebem retornos menores (aqueles tradicionais 6% ao ano dos CDB’s);
  3. O banco acaba ficando com a maior parte do lucro da operação de empréstimo.

Tendo em vista esse impasse, as empresas de peer-to-peer lending surgiram com o intuito de facilitar a maneira de solicitar empréstimos e realizar investimentos. Nesse novo modelo, todo o processo de aplicação é feito online, com custos menores e sem burocracias. O P2P contribui para a saúde financeira de ambos os lados: ao mesmo tempo que os investidores atingem melhores rendimentos, as empresas conseguem juros mais baixos.

Mas como funciona?

Os empreendedores que procuram por um empréstimo passam por uma avaliação e, se aprovados, são cadastrados na plataforma. Assim, os investidores conseguem observar a solicitação de todas as empresas e podem escolher em qual delas investirá e qual será o valor aplicado.

A chave do P2P é: cada investidor distribuir o seu capital em diversas empresas, criando uma carteira diversificada e rentável. Essa prática suaviza os riscos em uma espécie de portfólio de empréstimos coletivos.

Ainda tem dúvidas sobre o P2P lending? Saiba mais clicando aqui.

10 opiniões sobre “A nova economia: O que é P2P lending?”

  1. boa noite. otima forma de investimento. no entanto, quais as garantias e mecanismos legais de defesa para casos eventuais de inadimplência?

    1. Oi, Samuel! Cada plataforma atua de uma maneira para evitar as inadimplências. Aqui na Ulend, nós trabalhamos com operações com garantias de recebíveis, duplicatas ou apenas o aval dos sócios. Assim, diminuímos o risco e também as inadimplências. É importante você verificar em nossa plataforma o detalhamento de cada tipo de investimento em cada empresa, já que nós deixamos bem sinalizado qual possui determinado tipo de garantia.
      Você pode conferir na matéria “Garantia de recebíveis: Ela impacta no seu investimento?” o que é e como funciona a garantia de recebíveis.
      Qualquer dúvida é só entrar em contato: 11 99823.5222

  2. Boa noite caso eu invista um valor mínimo, de R$ 2.000,00 reais, qual o prazo minimo para a retirada do mesmo? É o mesmo prazo do empréstimo?!

    1. Olá, Adalgizo! Tudo bem?
      Você receberá o valor investido em parcelas mensais iguais, sendo que cada parcela contém uma parte do principal + juros, até o final do prazo do empréstimo.

  3. Olá,vi em algum lugar, uma projeção de rendimentos entre 16 e 50% a.a, essa variação seria de acordo com o grau de risco oferecido por cada empresa?

    1. Oi, Angelo! Tudo bem?
      Exatamente. Nossa análise de crédito atua para demarcar os ratings de cada empresa, que podem variar de 16% a 50% a.a.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *