Mulheres no mercado financeiro.

O número de mulheres no mercado financeiro aumenta a cada dia! E as investidoras vem tomando o seu espaço no mundo de investimento.

De acordo com o estudo da revista E-Investidor (Estadão) há dois anos atrás o número de investidoras era apenas de 388 mil, já hoje em dia é mais de 1 milhão de mulheres investindo. 

Com isso, este cenário reflete a tendência da busca por independência e educação financeira no universo feminino.

Em um país que ainda, infelizmente, é marcado pelo machismo

Além do mais, é fundamental a mulher estar inserida no mercado financeiro, pois ainda são elas que mais vão ao supermercado e decidem o que está caro ou barato. 

Contudo, esse fator pode gerar uma mudança comportamental no país, e ajudar os brasileiros a saírem do endividamento para investimento. 

Vale ressaltar que o público feminino tem o seu diferencial no momento de investir: a maioria das mulheres buscam vincular suas aplicações à valores e propósitos, e não apenas ao retorno financeiro.

Ademais, de acordo com a especialista do Social Bank, as mulheres tendem a ser mais estrategistas e cautelosas que os homens, sendo então mais calmas e pé no chão no momento de investir.

Entretanto, o caminho continua longo… porque o Brasil ainda precisa quebrar muitos paradigmas sociais quando se trata de mulher no mercado de trabalho.

Um dos fatores cruciais é a diferença salarial média entre homens e mulheres no Brasil que é altíssima.

Mas a boa notícia é que a perspectiva é de crescimento das mulheres investidoras, à medida que democratizamos o conhecimento e quebramos tabus. 

A Ulend já mostra parte desse movimento, contando com um crescimento de 200% de mulheres no perfil de investidor desde 2019! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *