Como fica minha carteira de investimentos durante a recessão prolongada?

Como fica minha carteira de investimentos durante a recessão prolongada?

Investimentos X Recessão

A atual situação dos mercados causada pelo avanço do coronavírus tem sido motivo de grande preocupação entre os investidores. É um período de recessão em que devemos tomar ainda mais cuidado com nossas escolhas financeiras, sempre levando em conta as projeções a médio e longo prazo. A crise é real, mas não irá durar para sempre. Entenda como fica a sua carteira de investimentos na recessão prolongada.

Carteira diversificada se torna ainda mais primordial

Independentemente do perfil do investidor, ter uma carteira diversificada é a melhor opção para mitigação de risco. Apostar tudo em apenas um setor é um erro que pode vir a ser irreversível para o valor investido, já que o setor em questão pode entrar em colapso a qualquer momento.

A diversificação se torna um tipo de proteção para sua carteira. Por exemplo, se seus investimentos se resumem apenas ao setor agrícola, todas as empresas deste setor tendem a reagir da mesma forma diante de uma mudança na legislação de plantio. Por outro lado, se seus investimentos estiverem espalhados pelos setores, a quebra de um será compensada pelo máximo retorno que outro setor da sua carteira lhe dar. 

Conclusão sobre os investimentos e a recessão

É preciso ter em mente que decisões estratégicas e racionais são de extrema importância no momento. Enxergar a crise com medo e preocupação é normal, mas aqueles que souberem lidar com as incertezas e se dedicar às boas oportunidades que surgirem durante a crise, sairá com destaques positivos em seus resultados. É um bom período para desenvolvimento e experiência no mercado financeiro!

Caso tenha alguma dúvida sobre investimentos e a recessão prolongada, é só deixar o seu comentário ou entrar em contato conosco!

Laís Pizzingrilli e Mariana Carandina

Deixe uma resposta

Facebook
LinkedIn
Instagram