Como a nossa educação financeira muda durante a crise?

Como a nossa educação financeira muda durante a crise?

Educação financeira na crise

A Educação Financeira consiste em uma série de medidas que visam, principalmente, manter a saúde do nosso bolso. São práticas adquiridas com o tempo e que podem mudar durante a crise. Afinal, nesses momentos é que se mostra imprescindível para todos.

Isso acontece porque momentos de crise financeira, seja no mundo, no país ou dentro de casa, nos fazem repensar uma série de hábitos. Além disso, ficamos mais propensos a procurar informações sobre o assunto, na tentativa de encontrar soluções para os problemas enfrentados.

Saiba como a Educação Financeira pode mudar em momentos de crise!

Aprendemos a administrar melhor o dinheiro

Em momentos de crise, normalmente nos assustamos com a possibilidade de faltar dinheiro para pagamos alguma conta, ou ainda, termos que usar a reserva de emergência. Em meio a situações como esta, normalmente, tentamos encontrar mais informações sobre o assunto, a fim de contornar o problema.

Por isso, é comum procurarmos conteúdo, principalmente na Internet, sobre finanças pessoais ou empresariais, a fim de administrarmos melhor o dinheiro. Isso pode ser uma maneira de evitar tomada de decisões erradas.

Passamos a comprar apenas o essencial durante a crise

Quando o assunto é problema financeiro, uma das primeiras ações que as pessoas colocam em prática é a diminuição de compras desnecessárias. Tal estratégia é fundamental para concentrar os recursos naquilo que realmente é essencial e evitar perda de dinheiro.

Para saber o que é essencial, você deve fazer uma lista de todos os gastos fixos seus e da sua família. São aqueles necessários à sobrevivência como:

  • Energia elétrica;
  • Água;
  • Plano de Saúde;
  • Alimentação;
  • Etc.

O ideal é fugir daquilo que não estiver na lista.

Caso você possua também uma empresa, é o momento de fazer o mesmo. Além disso, nunca misture os seus gastos pessoais com os do seu negócio. Isso também faz toda a diferença.

Vamos em busca de outras soluções

Uma das características de momentos de crise é a dificuldade que muitos têm de fazer o dinheiro dar conta de todos os compromissos. Além disso, muitos ficam sem fonte de renda e precisam de soluções alternativas para conseguir arcar com os gastos fixos.

Nesse contexto, o empreendedorismo é uma das soluções, empregado na venda de produtos, prestação de serviços, tudo com base em conhecimentos específicos que a pessoa tenha.

Outra ação que minimiza efeitos de crise é o hábito de fazer reservas de emergência, usadas nesse tipo de situação.

Como colocar a Educação Financeira na prática.

  • Não gastar mais do que recebe;
  • Saber exatamente quais os gastos essenciais;
  • Guardar todos os meses um valor para emergências;
  • Ter fontes de renda extra;
  • Estudar sobre finanças pessoais sempre que possível.

Agora, é possível entender como a crise pode mudar a nossa Educação Financeira, afinal, pessoas que não tinha conhecimento passam a ter interesse no assunto.

O intuito é obter conhecimento e ferramentas para sair da situação sem nenhum prejuízo. Então, é importante estar por dentro de assuntos que envolvam a Educação Financeira, a fim de estar preparados para momentos assim.

Gostou? Cadastre-se em nosso site e receba mais informações e comente aqui embaixo caso tenha alguma dúvida.

Laís Pizzingrilli

Deixe uma resposta

Facebook
LinkedIn
Instagram